Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/110
Type: Monografia
Title: Resposta da cultura do trigo à adubação de base com doses crescentes de nitrogênio e fósforo com sementes co-inoculadas com rizobactérias
Author: Cambruzzi, Alex Junior
First advisor: Grillo, José Francisco
Resume: O trigo é uma importante cultura que é cultivada tradicionalmente na região sul do Brasil, sendo que o estado do Paraná se destaca no cenário nacional como um dos maiores produtores. Para se alcançar índices de produção esperados na cultura são necessários que os tratos culturais sejam eficientes, sendo que o nitrogênio, e o fósforo, têm papel fundamental na planta, onde estão presentes em diversos processos metabólicos. Ambos quando aplicados no solo podem ficar indisponíveis, causando assim prejuízos econômicos e ambientais. Uma forma de melhorar a eficiência das adubações é a utilização de co-inoculação de rizobactérias. Devido à importância econômica da cultura, e os problemas decorrentes com as adubações utilizadas, o presente trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos da co-inoculação de rizobactérias na cultura do trigo. O trabalho foi conduzido a campo no município de Saudade do Iguaçu - Paraná. Foram testados 16 tratamentos em um esquema fatorial 4 x 4 (4 doses de nitrogênio e 4 de fósforo) com três repetições. O delineamento experimental utilizado foi o delineamento em blocos casualizados. As dosagens de fertilizantes contendo nitrogênio, fósforo e potássio nos tratamentos testados foram: 0; 25; 37,5 e 50 kg ha-1 de N; 0; 45; 67,5 e 90 Kg ha-1 de P2O5 e 40 kg ha-1 de K2O. A semeadura foi realizada em sistema de semeadura direta, sendo utilizada a cultivar de trigo Quartzo. Para a co-inoculação das sementes foram utilizados os inoculantes a base de Azospirillum brasilense e Pseudomonas fluorescens, sendo comum em todos os tratamentos a semente de trigo co-inoculada, á dosagem de potássio e á aplicação de nitrogênio em cobertura. Foram avaliados altura de planta (AP), número de espigas por planta (EP), comprimento de espiga (CE), número de grãos por espiga (GE), peso de mil grãos (PMG), peso hectolitro (PH) e produtividade por hectare (PPH). O fator nitrogênio não influencia na AP, CE e PMG, apresentando resultados significativos apenas para EP, GE, PH e PPH. O fator fósforo influenciou em todos os componentes avaliados na AP, CE, EP, GE, PMG, PH e PPH. Para os componentes avaliados ocorreu interação significativa apenas para a PPH, onde o maior valor desta variável foi alcançado com as dosagens 90 kg ha-1 de P2O5 + 50 kg ha-1 de N, com as maiores doses testadas de nitrogênio e fósforo. Os menores valores de PPH foram obtidos no tratamento com a dosagem de 0 kg ha-1 de P2O5 + 0 kg ha-1 de N, ou seja, quando não foram aplicados nitrogênio e fósforo na adubação de base.
Abstract: O trigo é uma importante cultura que é cultivada tradicionalmente na região sul do Brasil, sendo que o estado do Paraná se destaca no cenário nacional como um dos maiores produtores. Para se alcançar índices de produção esperados na cultura são necessários que os tratos culturais sejam eficientes, sendo que o nitrogênio, e o fósforo, têm papel fundamental na planta, onde estão presentes em diversos processos metabólicos. Ambos quando aplicados no solo podem ficar indisponíveis, causando assim prejuízos econômicos e ambientais. Uma forma de melhorar a eficiência das adubações é a utilização de co-inoculação de rizobactérias. Devido à importância econômica da cultura, e os problemas decorrentes com as adubações utilizadas, o presente trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos da co-inoculação de rizobactérias na cultura do trigo. O trabalho foi conduzido a campo no município de Saudade do Iguaçu - Paraná. Foram testados 16 tratamentos em um esquema fatorial 4 x 4 (4 doses de nitrogênio e 4 de fósforo) com três repetições. O delineamento experimental utilizado foi o delineamento em blocos casualizados. As dosagens de fertilizantes contendo nitrogênio, fósforo e potássio nos tratamentos testados foram: 0; 25; 37,5 e 50 kg ha-1 de N; 0; 45; 67,5 e 90 Kg ha-1 de P2O5 e 40 kg ha-1 de K2O. A semeadura foi realizada em sistema de semeadura direta, sendo utilizada a cultivar de trigo Quartzo. Para a co-inoculação das sementes foram utilizados os inoculantes a base de Azospirillum brasilense e Pseudomonas fluorescens, sendo comum em todos os tratamentos a semente de trigo co-inoculada, á dosagem de potássio e á aplicação de nitrogênio em cobertura. Foram avaliados altura de planta (AP), número de espigas por planta (EP), comprimento de espiga (CE), número de grãos por espiga (GE), peso de mil grãos (PMG), peso hectolitro (PH) e produtividade por hectare (PPH). O fator nitrogênio não influencia na AP, CE e PMG, apresentando resultados significativos apenas para EP, GE, PH e PPH. O fator fósforo influenciou em todos os componentes avaliados na AP, CE, EP, GE, PMG, PH e PPH. Para os componentes avaliados ocorreu interação significativa apenas para a PPH, onde o maior valor desta variável foi alcançado com as dosagens 90 kg ha-1 de P2O5 + 50 kg ha-1 de N, com as maiores doses testadas de nitrogênio e fósforo. Os menores valores de PPH foram obtidos no tratamento com a dosagem de 0 kg ha-1 de P2O5 + 0 kg ha-1 de N, ou seja, quando não foram aplicados nitrogênio e fósforo na adubação de base.
Keywords: Promotores de Crescimento
Poaceae
Fixação Biológica de Nitrogênio
Imobilização
Solubilização
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Laranjeiras do Sul
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://localhost:443/handle/prefix/110
Issue Date: 18-Dec-2014
Appears in Collections:TCC Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAMBRUZZI.pdf1,1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.