Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1392
Tipo: Artigo Cientifico
Título: Hidrólise de xilana e metabolização de xilose por leveduras isoladas da biomassa lignocelulósica em decomposição
Autor(es): Deoti, Junior Romeo
Primeiro Orientador: Alves Júnior, Sérgio Luiz
Resumo: A hidrólise de compostos lignocelulósicos como a xilana e a metabolização da xilose, o principal produto dessa hidrólise, são fatores limitantes na produção de etanol de segunda geração. Com a finalidade de compreender melhor essas duas etapas, o presente trabalho teve como objetivo isolar e caracterizar leveduras pertencentes à microbiota local. Foram analisadas 16 linhagens isoladas no campus da Universidade Federal da Fronteira Sul, na Unidade de Conservação da Floresta Nacional de Chapecó, no Parque da Gruta Nossa Senhora de Guadalupe e no Parque Palmital, localizados na cidade de Chapecó. Dentre as linhagens analisadas, 14 apresentaram crescimento em glicose, 13 apresentaram crescimento em xilose e 3 apresentaram crescimento em xilana. A glicose foi a fonte de carbono mais rapidamente consumida pelas células. Também foram analisadas as atividades enzimáticas de hidrólise de xilana induzidas em células crescidas em meios contendo xilana ou xilose como fonte de carbono. Os resultados demonstraram que a atividade enzimática em células crescidas em xilana é superior a daquelas crescidas em xilose, indicando que a xilose não induz a atividade enzimática, podendo atuar como repressor do gene que codifica a enzima. Além disso, os dados também apontam que a atividade das xilanases é maior na fase final do crescimento celular, sugerindo que os produtos da hidrólise enzimática são indutores mais potentes da sua expressão gênica. O presente trabalho, portanto, permitiu também a identificação de linhagens que podem contribuir para a otimização da produção de etanol 2G.
Abstract: Hydrolysis of lignocellulosic compounds, such as xylan, and xylose metabolism, the main product of this hydrolysis, are limiting factors for the production of second generation ethanol. In order to better understand these two steps, the present study aimed to isolate and to characterize yeasts belonging to the local microbiota. We analyzed 16 strains, which were isolated at Universidade Federal da Fronteira Sul, Conservation Unit of the National Forest Chapecó, Nossa Senhora de Guadalupe Grotto Park and Palmital Park, located in the city of Chapecó. Among the analyzed strains, 14 of them were able to grow on media with glucose, 13 were able to grow on xylose and 3 on xylan. The glucose was the fastest carbon source to be consumed by the cells. The xylanase activities, induced by xylan or xylose, were also analyzed. Our results demonstrated that the enzyme activity in cells grown on xylan is higher than in cells grown on xylose, suggesting that xylose does not induce the enzymatic activity and can act as a repressor of this enzyme expression. Furthermore, our data also suggest that the activity of xylanases is higher in the final stages of cell growth, indicating that the products of enzymatic hydrolysis are more powerful inducers of the gene expression. The present study also enabled us to identify strains which can contribute to the optimization of the second generation ethanol production.
Palavras-chave: Biomassa lignocelulósica
Etanol 2G
Leveduras
Xilana
Xilose
IND
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal da Fronteira Sul
Sigla da Instituição: UFFS
Faculdade, Instituto ou Departamento: Campus Chapecó
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1392
Data do documento: 2014
Aparece nas coleções:TCC Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DEOTI.pdf941,23 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.