Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1483
Type: Monografia
Title: Caracterização da disponibilidade de mudas e partes secas de plantas medicinais, aromáticas, condimentares nas feiras livres do município de Chapecó-SC
Author: Bernardi, Luciane Maria
First advisor: Radünz, André Luiz
Resume: As espécies medicinais, aromáticas e condimentares (MAC) tem sido foco de atenção e ganhado legitimidade e importância, pois além da sua crescente exploração na culinária, foram implementadas políticas públicas de promoção ao uso das espécies medicinais no Sistema Único de Saúde (SUS), a partir do Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos, mas também pelo seu uso na agricultura, através de práticas sustentáveis de manejo dos agroecossistemas. Neste contexto, acredita-se que a agricultura familiar possa ser inserida na discussão, por ser uma categoria com potencial para cultivar e utilizar as espécies medicinais, aromáticas e condimentares nas propriedades. Somando-se a esta realidade a possibilidade destas espécies contribuírem para o desenvolvimento local por serem alternativas produtivas para diversificação da matriz produtiva das unidades familiares e desta forma contribuir com a geração de renda nas propriedades. Nesta ótica, visualizam-se as feiras livres com um importante papel, pois são espaços de aproximação entre o consumidor e os feirantes, que contribuem com o desenvolvimento econômico e social, ainda caracterizandose pela troca de saberes. Através da realização deste trabalho, objetivou-se avaliar a disponibilidade de mudas e partes secas de plantas medicinais, aromáticas, condimentares (MAC), em duas datas de avaliação, ofertadas aos consumidores nas feiras livres do município de Chapecó-SC. A pesquisa foi conduzida no município de Chapecó, sendo os dados coletados através de visitas a todas as feiras livres identificas pela pesquisa no município, em dois diferentes momentos, o primeiro em julho e o segundo em setembro de 2016, com o propósito de comparar a oferta das espécies de acordo com a sazonalidade de oferta. Realizou-se a análise visual da disponibilidade de mudas e partes secas de plantas MAC expostas para comercialização. Os dados coletados foram tabelados e analisados graficamente para facilitar a comparação e a visualização dos resultados. Os resultados demonstraram que foram localizados 10 espaços de realização das feiras livres em Chapecó – SC, totalizando 16 momentos de feiras, distribuídos entre os dias da semana, sendo 2 na terça (Calçadão pela manhã e Bairro Presidente Médici à tarde), 4 na quarta (Centro, Parque das Palmeiras e Bairro São Cristóvão durante a manhã e Bairro Efapi à tarde), 1 na sexta, na parte da tarde na feira do Loteamento Expoente e 9 no sábado, todas pela manhã, não tendo feira apenas no Loteamento Expoente. As feiras livres oferecem espécies de plantas medicinais, aromáticas e condimentares tanto na forma de mudas quanto de partes secas. Entretanto, em geral, o maior número é de partes secas, em média, 72%. O momento de coleta de dados influenciou na disponibilidade de algumas espécies de MACs, contudo de maneira geral a maioria das espécies não foi influenciada pela data de avaliação. As espécies mais recorrentes encontradas nas feiras livres foram: Ruta graveolens L., Chamomilla recutita L., Rosmarinus officinalis L., Aloysia triphylla Royle, Mentha pulegium L., Plecthantus barbathus Andrews., Citrus bergamia Risso & Poiteau., Mikania glomerata Spreng, Lavandula angustifolia Mill., Mentha piperita L., Artemisia absinthium L., Salvia officinalis L., Ocimum selloi Benth., Origanum majorona L., Achyrocline satureoides (Lam.) DC., Malva sylvestris L., sendo encontradas tanto em mudas como partes secas.
Abstract: Medicinal, aromatic and spice species (MAS) have been the focus of attention and have gained legitimacy and importance thanks to their growing exploration in cooking, the implementation of public policies to promote the use of medicinal species in the Unified Health System (SUS – Sistema Único de Saúde) from the National Program of Medicinal Plants and Phytotherapeutics, and also for their use in agriculture, through practices of sustainable agroecosystem management. In this context, it is believed that family farming can be inserted into the discussion, provided that it is a category with the potential to cultivate and use MAS species in properties. Additionally, there is the possibility of these species contributing to the local development, as productive alternatives for diversification of the productive matrix of family farms, thus, contributing to farmers income. From this point of view, farmers markets are seen as important events, as they constitute a place where consumers and farmers can interact, contributing to the economic and social development of a region, yet characterized by the exchange of knowledge among producers and consumers. The aim of this work was to evaluate the availability of MAS plant parts and seedlings, in two evaluation dates, offered to consumers at farmers in the city of Chapecó-SC. The research was conducted in Chapecó-SC, and the data were collected through visits to all farmers identified by the research, in two different moments, the first in July and the second in September 2016, in order to compare the availability of species according to the seasonality of production. A visual analysis of the availability of seedlings and dry parts of MAS plants exposed for commercialization was carried out. The data collected were tabulated and analyzed graphically to facilitate comparison and visualization of the results. The results show that 10 were the places in which farmers markets were held in Chapecó - SC, totaling 16 moments of trades, distributed among the days of the week, being 2 on Tuesday (Calçadão in the morning and Bairro Presidente Médici in the afternoon), 4 on Wednesday (Centro, Parque das Palmeiras and Bairro São Cristóvão in the morning and Efapi in the afternoon), 1 on Friday (in the afternoon at Loteamento Expoente) and 9 on Saturday (all in the morning, not having one only at Loteamento Expoente). The open-air markets offer species of MAS plants both in the form of seedlings and dry parts. However, in general, the largest number is of dry parts, on average, 72%. The time of data collection influenced the availability of some species of MAS, however most species were not influenced by the date of evaluation. The most frequent species found in open-air markets were: Ruta graveolens L., Chamomilla recutita L., Rosmarinus officinalis L., Aloysia triphylla Royle, Mentha pulegium L., Plecthantus barbathus Andrews., Citrus bergamia Risso & Poiteau., Mikania glomerata Spreng, Lavandula angustifolia Mill., Mentha piperita L., Artemisia absinthium L., Salvia officinalis L., Ocimum selloi Benth., Origanum majorona L., Achyrocline satureoides (Lam.) DC., Malva sylvestris L., being found in both seedlings and dry parts.
Keywords: Agricultura familiar
Comercialização
Plantas bioativas
IND
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Chapecó
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1483
Issue Date: 2016
Appears in Collections:TCC Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BERNARDI.pdf599,14 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.