Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2253
Type: Monografia
Title: Qualidade de vida e bem-estar: estudo em uma empresa do setor industrial
Author: Rech, Eliane Fátima
First advisor: Dill, Rodrigo Prante
metadata.dc.contributor.referee1: Nascimento Filho, Manuel do
metadata.dc.contributor.referee2: Dalcin, Dionéia
Resume: O presente estudo teve como objetivo verificar a relação entre a participação nas atividades ofertadas pelo programa de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) da empresa ABC com o bem-estar no trabalho de seus colaboradores. A pesquisa foi de natureza descritiva, de abordagem quantitativa, por intermédio de questionário estruturado aplicado aos colaboradores da empresa, o levantamento dos dados foi realizado pelo método survey. Participaram do estudo sessenta e cinco colaboradores, dos diferentes setores da organização. O bem-estar no trabalho foi medido pelo Inventário do Bem-estar no trabalho (IBET-13), instrumento construído e validado no Brasil, fazendo com que o construto se operacionalize a partir de dois fatores: comprometimento organizacional afetivo, satisfação no trabalho e envolvimento com o trabalho. Para a avaliação da QVT foram consideradas as seguintes ações: massagem, assistência médica, orientação nutricional, vacinação contra a gripe e assistência por parte da empresa. E no intuito de avaliar as ações de QVT, foram desenvolvidos itens específicos sobre percepção de existência, participação e importância para o bem-estar. Os dados passaram por análises de estatística descritiva e qualitativa. Verificou-se que os colaboradores da empresa, apresentaram escores médios nos fatores do bem-estar no trabalho, ou seja, estavam indiferentes, ao compromisso, satisfação e envolvimento com o trabalho com a empresa onde atuam. No que diz respeito as relações entre os programas de QVT com o bem-estar no trabalho, a participação nas ações massagem, assistência médica, orientação nutricional, vacinação contra a gripe e assistência por parte da empresa, os colaboradores demonstraram ter conhecimento e ao mesmo tempo participação nas ações ofertadas, o que melhora sua QVT. Já na análise da influência, da participação nas atividades ofertadas pelo programa de QVT da empresa ABC com o bem-estar no trabalho, os colaboradores apresentaram escores médios, ou seja, estavam indiferentes, as ações ofertadas, o que demonstra que estas ações não foram responsáveis por melhorar ou piorar os índices de bem-estar no trabalho, desta maneira, não se pode afirmar relação entre as ações de QVT com o bem-estar no trabalho, de acordo com os resultados encontrados neste trabalho.
Abstract: The present study aimed to verify the relationship between the participation in the activities offered by the Company's (ABC) Quality of Life at Work program (QVT) and the well-being of its employees. The survey was descriptive in nature, using structured questionnaire applied to the employees of the company, the survey was carried out using the survey method. Sixty-five employees from different sectors of the organization participated in the study. The Worker’s Well-being Inventory (IBET-13), an instrument built and validated in Brazil, measured work well-being, making the construct operational and based on two factors: affective organizational commitment, job satisfaction and involvement with work. For the evaluation of QVT, wass considered the following actions: massage, medical assistance, nutritional counseling, influenza vaccination and assistance. Moreover, in order to evaluate the actions of QVT, specific items on the perception of existence, participation and importance for well-being were developed. Data were analyzed by qualitative statistics. It was verified that the employees of the company presented average scores on welfare factors at work, that is, they were indifferent to the commitment, satisfaction and involvement with the work with the company where they work. Regarding the relationship between QVT programs and well-being at work, participation in massage, health care, nutritional counseling, flu vaccination and company assistance, the employees demonstrated to have knowledge and at the same time participation in the offered actions, which improves their QVT. Already in the analysis of the influence, participation in the activities offered by the QVT program of the company ABC with welfare at work, the employees presented average scores, that is, they were indifferent, the actions offered, which shows that these actions were not responsible for improving or worsening the indexes of well-being at work, in this way, it is not possible to affirm the relationship between QWL actions and well-being at work, according to the results found in this study.
Keywords: Condições de trabalho
Trabalhadores
Qualidade de vida no trabalho
Setor privado
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Cerro Largo
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2253
Issue Date: 14-Nov-2018
Appears in Collections:TCC Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RECH.pdf1,75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.