Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2510
Type: Dissertação
Title: Os agravos de trabalho sob o olhar da Política Nacional de Saúde do trabalhador (a) para a 12º Coordenadoria Regional de Saúde do Rs
Author: Zwan, Sinara Danieli
First advisor: Dalcin, Dionéia
metadata.dc.contributor.referee1: Battisti, Iara Denise Endruweit
metadata.dc.contributor.referee2: Winkelmann, Eliane Roseli
Resume: A presente pesquisa teve como finalidade comparar o perfil de ocorrência dos agravos de trabalho antes e após a Política Nacional de Saúde Do Trabalhador e da Trabalhadora na 12ª Coordenadoria Regional de Saúde do RS no período de 2008 a 2016. O estudo foi exploratório, descritivo, transversal e com abordagem quantitativa. Foram utilizados os dados do banco de dados digital provenientes das fichas de Relatório Individual de Notificação de Agravos (RINA) do Sistema de Informação Estadual. Os dados foram analisados por período: “Anterior” e “Depois” a PNSTT/2012 para os 24 municípios da 12ª CRS/RS. Inicialmente a análise foi descritiva com abordagem das variáveis sociodemográficas, ocupacionais e características dos agravos de trabalho e posteriormente foi aplicado o teste qui-quadrado e cálculo de prevalência. Os resultados da análise descritiva apontaram que os agravos de trabalho foram menores após implementação da PNSTT. Na 12ª CRS/RS os municípios com maior coeficiente de prevalência são Sete de setembro, Mato Queimado e Vitória das Missões e com menor é São Borja. Os trabalhadores do sexo masculino, adultos na faixa etária de 25-44 anos e com escolaridade menor de 11 anos de estudo tem mais probabilidade sofrerem agravos de trabalho. Nas variáveis ocupacionais, o tipo de agravo mais notificado foi o acidente típico, contudo, o acidente de trajeto e as doenças ocupacionais denotaram maiores subnotificações. Os trabalhadores não celetistas possuem risco maior de sofrer agravos, bem como, o CNAE Serviços. Os agravos mais notificados foram causados por “Contatos”, e o tipo de lesão mais comum foram as “Lesões e Ferimentos” de punho e mão. A aplicação do teste denotou que o tipo de agravo possui associação com o sexo, escolaridade, tipo de vínculo empregatício e faixa etária. A probabilidade de ocorrência dos agravos de trabalho foi duas vezes maior no sexo masculino e na Agropecuária. No CNAE Serviços as mulheres apresentam quase duas vezes mais probabilidade de sofrer agravos em comparação com os homens, influenciadas pelas taxas de urbanização na região da pesquisa e pelas condições desiguais de trabalho. O SIST demonstrou ser um valioso instrumento para formular um banco de dados epidemiológicos, elencando fatores responsáveis pela ocorrência dos agravos e traçando perfis regionais dos mesmos para fomentar políticas de prevenção em saúde laboral do estado do RS. A PNSTT parece ter contribuído com a diminuição dos agravos de trabalho que passaram de 52% antes da PNSTT para 36% posterior a PNSTT. Contudo, a saúde do trabalhador possui muitas dificuldades a serem enfrentadas, principalmente na aplicação das diretrizes da PNSTT e problemas de gestão na implementação de ações efetivas. Para tornar prática uma política são necessárias ações coletivas e envolvimento de todos os atores sociais, tais como, trabalhadores, empregadores e sociedade em geral em prol da construção de uma classe trabalhadora ativa socialmente, consciente e com saúde.
Abstract: This research compares the occurrence profile of work injuries, before and after the National Policy of Worker’s Health, in the 12nd Regional Health Coordination in Rio Grande do Sul, from 2008 to 2016. This study was exploratory, descriptive, transversal and also, a quantitative approach. It was used data from the Individual Reporting of Harm Notification (RINA) digital database, of State Information System. The data were analyzed in periods “before” and “after” PNSTT/2012 for the 24 cities belonging to 12nd CRS/RS. Initially, the descriptive analysis approached sociodemographic, occupational and work-related variables, following by the Chi-Square test, prevalence calculation. The results of the descriptive analysis indicated that harm to workers' health decreased after implementation of PNSTT. In the 12nd CRS/RS, the municipalities with the highest prevalence coefficient are Sete de Setembro, Mato Queimado and Vitória das Missões. São Borja has the lowest prevalence coefficient. Male workers aged 25-44 years and with less than 11 years of schooling are more likely to suffer from work-related harm. Considering occupational variables, the most reported type of injury was the typical accident. Although, the commuting accident and the occupational diseases denoted greater underreporting. Non-CLT employees are at greater risk of suffering harm, as well as, the CNAE Services. The most notificated injuries were caused by “contact”, and the most common injury types were in wrist and hand. The test indicated that the type of harm has an association with gender, level of education, type of employment relationship and age group. The probability of occurrence of work injuries was two times higher in males and in agriculture. In the CNAE Services, women present almost two times more chance of suffering from injuries compared to men, since women are influenced by urbanization rates in the research region and by uneven working conditions. SIST has proven to be a valuable tool for formulating an epidemiological database, listing responsible factors for the occurrence of injuries, and drawing regional profiles of them to promote prevention policies in workers’ health from RS. PNSTT seems to corroborate to the reduction in work-related injuries from 52% before PNSTT to 36% after PNSTT. Although, many difficulties in worker’s health have to be faced, mainly in the application of PNSTT guidelines and management problems considering the implementation of effective actions. In order to apply a policy, collective actions and the involvement of all social actors, such as workers, employers and society in general, are necessary in favor of a socially active, conscious and healthy working class construction.
Keywords: Políticas públicas
Acidentes de trabalho
Economia do trabalho
Segurança do trabalho
Programa de saúde ocupacional
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Cerro Largo
Name of Program of Postgraduate studies: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Políticas Públicas
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2510
Issue Date: 5-Dec-2018
metadata.dc.level: Mestrado
Appears in Collections:Desenvolvimento e Políticas Públicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Zwan.pdf1,86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.