Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2629
Type: Monografia
Title: O limiar de um movimento: os atingidos por barragens através do jornal a voz da serra de Erechim (1979-1985)
Author: Gisi, Ariane Fernanda
First advisor: Fraga, Gerson Wasen
Resume: Este trabalho tem por finalidade tecer algumas considerações referentes à abordagem apresentada pelo jornal A Voz da Serra de Erechim, Rio Grande do Sul, quando do início do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Desta forma, as fontes utilizadas no trabalho são os textos apresentados pelo periódico. O trabalho contempla uma breve historiografia dos movimentos sociais, chegando até o momento de fundação da Comissão Regional dos Atingidos por Barragens (CRAB), instituição que dá origem ao MAB. Diante disso procura-se também mapear a questão ideológica que coexiste na mídia, demonstrando que mais do que informar, ela é uma empresa que segue certos valores específicos. Neste sentido, demonstra-se as possibilidades da imprensa como fonte histórica. Do mesmo modo, tratar-se-á da importância de se entender alguns conceitos caros aos atingidos, como o progresso e o território. Posteriormente, as fontes foram analisadas para averiguar se a problemática era viável. Como consequência observou-se que o jornal A Voz da Serra possui em seu discurso uma ideologia de classe permeada por valores que se estendem a outros segmentos da sociedade. Possui, primeiramente um mecanismo de ocultação sobre o início do movimento. No entanto, quando o assunto torna-se eminente, o jornal instantaneamente assume um posicionamento a favor do progresso, deslegitimando as organizações que lutam contra as barragens. Assim, o jornal perpassa seus valores para os leitores, disseminando uma imagem negativa acerca dos movimentos sociais. Associado a esses fatores, percebe-se a preocupação do jornal em divulgar em suas reportagens os valores do progresso e da produção baseados em uma modernização capitalista.
Abstract: This paper aims to weave some considerations about the approach presented by “A Voz da Serra” newspaper from Erechim, Rio Grande do Sul, in the begging of the Movement of People Affected by Dams (MAB). Thus, the sources used in the paper are texts presented by this periodical. The paper contemplates a brief historiography about social movements, coming up the time of the Regional Commission of Affected by Dams (CRAB) foundation, institution that gives rise to the MAB. In addition, also seeks to map the ideological issue that coexists in the media, showing that more than inform it is a company that follows certain specific values. In this sense, it demonstrates possibilities of the press as historical source. Likewise it will treat the importance to understand some important concepts to the affected as progress and territory. Then, the sources were analyzed to ascertain if the problematic was viable. As result, was observed in the newspaper mentioned above, it has in its discourse a class ideology permeated by values that extend to other segments of society. Firstly, it has a concealment mechanism about the beginning of the movement. However, when the subject becomes eminent, the newspaper assumes instantly a position in behalf of the progress, delegitimizing the organizations that strive against the dams. Thus, the newspaper pervades its values to the readers, disseminating a negative view about the social movements. In association with these facts, it’s possible to realize the concern through disclosing the news reports, the values of the progress and production based on a capitalist modernization.
Keywords: Barragens
Impactos ambientais
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Erechim
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2629
Issue Date: 2014
Appears in Collections:TCC História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GISI.pdf1,71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.