Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2672
Type: Monografia
Title: Abordagem social do suicídio: o suicídio entre jovens e adolescentes como fenômeno da modernidade tardia
Author: Pappis, Márcia Luciane
First advisor: Soares, Claudete Gomes
Resume: Essa pesquisa objetiva problematizar as relações entre o suicídio e a sociedade na modernidade tardia com foco nas experiências de jovens e adolescentes, visando: fazer uma discussão sobre a atual sociedade e suas características; mapear a concepção e fatores do suicídio; identificar as relações entre mídia, tecnologia e jovens; identificar fatores de risco em relação ao suicídio entre adolescentes e jovens e compreender os sentimentos em relação ao suicídio. As representações sociais nos permitem estudar o que os jovens pensam, simbolizam, sentem e quais os comportamentos assumem diante destas realidades, essenciais na sua socialização, sendo nesta pesquisa desenvolvidos por meio de levantamento bibliográfico, de pesquisas em redes sociais, em jornais, e outros meios tecnológicos, incluindo análise da série americana―13 Reasons Why‖ e do ―Jogo da Baleia Azul‖ que abordam o tema, além de entrevistas de história de vida. As entrevistas que tiveram como metodologia a história oral, foram realizadas com duas jovens entre 15 e 29 anos que experimentaram situações de ideações e tentativas de suicídio, superaram esta situação e se dispuseram a relatar suas histórias de vida. O desenvolvimento do trabalho contou com a discussão teórica sobre a modernidade e seus impactos na individualidade e na formação das autoidentidades, bem como a relação com as instituições modernas e o papel dos meios de comunicação de massa/mídias nas experiências dos jovens. As histórias de vida servem para ressaltar alguns elementos presentes nessa discussão. Pode-se perceber a fragilidade das instituições integradoras, como a família e a escola, geradoras de segurança para os jovens. Revela-se uma precária atenção dessas instituições na formação desses sujeitos, gerando sentimentos de isolamento, solidão, tristeza, insegurança, falta de confiança, ansiedades entre outros que levam à depressão. Como resultado dessa debilidade das instituições na modernidade tardia tem-se as ideações suicidas, automutilações, tentativas de suicídio e o suicídio como uma forma de ‗fuga‘, de alívio das situações que vivenciam em seu cotidiano, principalmente no período de transição para a adolescência. As situações de risco ao suicídio entre jovens e adolescentes são problematizadas neste estudo.
Abstract: This research aims to problematize the relations between suicide and late modern society with focus on the experience of the young adults and teenagers aiming: to discuss about modern age and the current society and it's characteristics; map the conception and factors of suicide/ identify the relations between media, technology and juveniles; identify the risk factors towards suicide between teenagers and young adults and understand their feeling towards suicide. The social representations allow us to study their thoughts, symbolization and behavior towards suicide, essentially to their socialization, being this research done by bibliographic survey, by social network and other technologic means including analyzing the American series ―13 Reasons Why‖ by Netflix and the ―blue whale game‖, which address the issue and personal life stories interview. The interviews had as methodology the oral reports of two young women between 15 and 29 years old who experienced situations of ideation and attempts of suicide, overcoming these situations and offering their life stories. The development of the work counted on the theoretical discussion about the modernity and its impacts on the individuality and self-identity, as well as the relations with modern institutions and their role on the means of mass communication and media on the experience of the young. The life stories serve as to emphasize some elements present on this discussion. It is notable the perception of fragility of the integrating institutions, like family and school, supposed to offer safety to these young children and teenagers. It is revealed a precarious attention of these institutions in the formation of these people, generating feeling of loneliness, sadness, insecurity, lack of trust, anxiety among others who lead to depression. As a result of these debilities in the institutions in late modernity, we have suicide ideation, selfmutilation, suicide attempts and suicide as a form of escape, of relief of the situations that they live in their day-to-day life, especially during the transition to adolescence. The situations that currently are leading young adults and teenagers to suicide is discussed on this study.
Keywords: Jovens
Suicídio
Fatores de risco
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Chapecó
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2672
Issue Date: 2018
Appears in Collections:TCC Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PAPPIS.pdf1,29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.