Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2711
Type: Monografia
Title: Epístola da Geografia: da formação científica ao surgimento do Estado na Idade Moderna
Author: Bergamo, Maurício Sérgio
First advisor: Silveira, Dilermando Cattaneo da
Resume: O desenvolvimento epistemológico da Geografia na Idade Moderna se enriquece com a somatização do homem como seu objeto de investigação e estudo, tornando a Geografia uma Ciência capacitada para tratar de temas relacionados à Política, ao Poder e ao Território. Esses conceitos são essenciais nas abordagens relativas aos protótipos de Estados de quadras temporais passadas, na Antiguidade, Idade Média e Moderna, que se revelam hoje, como modelos impregnados de problemáticas sociais, devido à centralização de forças manipuladoras de instituições e personalidades individuais e coletivas. Por isso, entender o processo de desenvolvimento da Ciência Geográfica, tendo o conhecimento das teorias dos principais Geógrafos Clássicos e Libertários, faz do pesquisador bem como do leitor, pessoas esclarecidas sobre a configuração territorial da atualidade. As representações teóricas dos principais nomes da Geografia na Idade Moderna, o conjunto de expressões acerca dos modelos de Estados apresentados por filósofos da Idade Antiga, Medieval e Moderna, e, as conjunturas referentes à transição do modo de produção feudal para o capitalista, dão suporte e legitimam os conceitos de Estado, Território e Poder, os quais estão estritamente relacionados com o momento que torna o homem objeto de estudos geográficos e a configuração territorial contemporânea.
Abstract: The epistemological development of the Modern Age Geography is enriched with the somatization of man as its object of study and research, making the Geography a Science able of discuss issues related to Politics, Power and Territory. These concepts are essentials in issues concerning State prototypes of passed times, in the Antiquity, Midle Age and Modern Age, which are revealed today as models imbued with social problems due to power centralization in institutions that manipulate individual and collective personalities. For this reason, understanding the process of development of the Geographic Science, having the knowledge of the main Classic Geographers and Libertarians theories, makes the researcher as well as the reader, enlightened people on the territorial configuration of today. The theoretical representations of the leading names of Geography in the Modern Age, the set of expressions on the States models presented by philosephers of the Ancient, Medieval, and Modern Age, and the conjectures concerning the transition from of the feudal mode of production to the capitalist mode, supports and legitimize the concepts of State, Territory and Power Relations, which are strictly related to the moment that the man becomes object of geographical studies and the contemporary territorial configuration.
Keywords: Geografia
Ciência
Política
Poder
Território
Language: por
Country: Brasil
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Erechim
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2711
Issue Date: 2013
Appears in Collections:História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BERGAMO.pdf698,51 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.