Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/3106
Type: Monografia
Title: Estudo da expressão imuno-histoquímica do PDL-1 em carcinoma de pulmão não-pequenas células: correlação com dados clinicopatológicos
Author: Alexandre, Ícaro de Azevedo
First advisor: Stolfo, Josiane Borges
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Pastorello, Julia
metadata.dc.contributor.referee1: Simonetti, Amauri Braga
metadata.dc.contributor.referee2: Henn, Nicoli Taiana
Resume: Introdução: O carcinoma de pulmão é a principal causa de morte por câncer no mundo, possuindo como principal fator etiológico o tabagismo. Com o avanço da ciência, a descoberta dos “checkpoints” imunológicos corrobora a hipótese de que ligantes presentes no tumor modulam os mecanismos de carcinogênese e a atividade imunológica do microambiente tumoral. Entre as moléculas corregulatórias mais estudadas na atualidade, destacam-se a PD-1 (programmed cell death 1) e seu ligante PD-L1 (programmed cell death ligand 1). Objetivo: Avaliar a expressão do PD-L1 em carcinoma de pulmão não-pequenas células e verificar a associação deste marcador com dados clínico-patológicos. Métodos: Foram selecionadas 57 pacientes com diagnóstico de CPNPC submetidos à ressecção cirúrgica de lesão primária a qual teve sua análise anatomopatológica realizada no Instituto de Patologia de Passo Fundo – RS. Nestes, foi avaliada a expressão imuno-histoquímica do PDL-1 por meio de técnica com anticorpo específico. Resultados: A média de idade dos pacientes foi de 67,6 anos. A localização mais comum foi no pulmão direito (61,4%). O tipo histológico predominante foi o adenocarcinoma (59,7%). Tanto os adenocarcinomas quanto os carcinomas de células escamosas foram mais frequentes no sexo masculino. Não foi encontrada diferença estatística quando comparados o sexo e o tipo do tumor (p = 0,371). A média do tamanho da lesão foi de 2,75 cm e a maioria dos tumores eram moderadamente diferenciados (73,7%). Expressão do PDL-1 pelas CT foi observada em 61,40% (35/57) dos casos. Baixa expressão de PDL-1 foi observada em 36,84% e alta expressão em 24,56% dos casos. Conclusão: A verificação da expressão de PDL-1 e suas associações com as características clínico-patológicas em neoplasias pulmonares de células não-pequenas permite maiores informações sobre possíveis características histopatológicas prognósticas nestas neoplasias. Os resultados obtidos nesse estudo não apontaram diferenças na expressão de PDL-1 entre os subtipos de carcinomas pulmonares, no entanto, são de grande interesse, pois poderão estimular estudos adicionais deste biomarcador.
Keywords: Carcinoma
Neoplasias do trato respiratório
Tumor carcinoide
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Passo Fundo
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/3106
Issue Date: 2018
Appears in Collections:TCC Medicina

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ÍCARO DE AZEVEDO ALEXANDRE.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.