Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/3629
Type: Monografia
Title: Carlos Gomes em luta: a organização dos atingidos pela barragem de Machadinho antes do MAB
Author: Carniel, Janaina
First advisor: Rocha, Humberto José da
metadata.dc.contributor.referee1: Rocha, Humberto José da
metadata.dc.contributor.referee2: Gritti, Isabel Rosa
metadata.dc.contributor.referee3: Comassetto, Carlos Fernando
Resume: A Usina Hidrelétrica Machadinho inaugurada em fevereiro de 2002 com potência de 1.140 MW e uma área de 56,7 km² inundada tem sua história marcada pela emergência de movimentos sociais contrários a sua instalação. Quando divulgado o Estudo do Inventário Hidrelétrico realizado pelo Comitê de Estudo Energéticos da Região Sul, na bacia do Rio Uruguai no ano de 1979 despontaram em toda região do Alto Uruguai diversas ações, porém a comunidade do distrito de Carlos Gomes, Viadutos merece atenção diferenciada. O trabalho tem como objetivos compreender o curso do desenvolvimento social e econômico do Brasil, bem como entender o papel das hidrelétricas na sucessão do desenvolvimento e ainda estudar os movimentos sociais dentro da evolução da modernização e sua reação. Para a realização da pesquisa, a metodologia utilizada foi a história oral e a consulta ao livro de Atas da Comissão Municipal dos Atingidos por Barragens do município de Viadutos verificando, particularmente, a atuação da CRAB no cenário das mobilizações populares no próprio distrito, na região e no Brasil, analisando especificamente as estratégias de resistência, como a expulsão dos técnicos da ELETROSUL, os marcos retirados, a roça comunitária e o envolvimento dos Mediadores no processo, visto que a atuação do movimento registra-se no período anterior da criação do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).
Abstract: The Machadinho Hydroelectric Plant inaugurated in February 2002 with a power of 1,140 MW and an area of 56,7 km² flooded has its history marked by the emergence of social movements contrary to its installation. When the study of the Hydroelectric Inventory carried out by the Energy Study Committee of the South Region in the Uruguay River Basin in 1979, a number of actions emerged throughout the Alto Uruguai region, but the community of the district of Carlos Gomes, Viadutos deserves differentiated attention. The objective of the work is to understand the course of social and economic development in Brazil, as well as to understand the role of hydroelectric plants in the succession of development and to study social movements within the evolution of modernization and its reaction. In order to carry out the research, the methodology used the oral history and the Book of Minutes of the Municipal Commission of Dam Affected by the municipality of Viadutos, particularly checking the work of the CRAB in the scenario of popular mobilizations in the district, in the region and in Brazil, specifically analyzing the strategies of resistance, such as the expulsion of ELETROSUL technicians, the milestones, the community policy and the involvement of the Mediators in the process, since the activity of the movement is registered in the previous period of the creation of Movement of the Affected by Dams (MAB).
Keywords: Usinas hidrelétricas
Barragens
Movimentos sociais
Language: por
Country: Brasil
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Erechim
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/3629
Issue Date: 2019
Appears in Collections:TCC História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CARNIEL.pdf1.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.