Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1766
Type: Dissertação
Title: Um pouco aqui, um pouco lá? Identificações do sujeito entre-línguas
Author: Gritti, Tatiana
First advisor: Stübe, Angela Derlise
Resume: Esta pesquisa analisa a constituição identitária do sujeito entre-línguas. O aporte teórico utilizado é o da Análise de Discurso (AD) de linha francesa, problematizando a relação língua, sujeito, identidade, identificação, memória discursiva, ser-estar-entre-línguas. Com uma perspectiva interpretativista, o corpus de análise foi constituído a partir de entrevistas semiestruturadas realizadas com estudantes, descendentes de imigrantes italianos e alemães, do curso de Letras Português e Espanhol da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), campus Chapecó. Por meio dessas entrevistas, foram selecionados recortes discursivos a partir dos quais foi possível analisar como a relação entre-línguas interpela os sujeitos a assumir lugares. Entendemos que fazer parte de um grupo social é parte de um processo de pertencimento do sujeito que, na medida em que se identifica, sente se aceito por este grupo. Para Hall (2006), todos nós temos um sentimento de identidade que está ligado à noção de pertencimento, de fazer parte de grupo étnico, linguístico, religioso e, principalmente, nacional. Considerando que a noção de identidade toma a língua como elemento de constituição do sujeito, entendemos que a relação entre-línguas evidencia um sentimento contraditório de estar aqui e lá e de não pertencer nem aqui nem lá. Conforme Coracini (2011a), essa posição gera tensão, pois enquanto marca a origem do indivíduo também o desloca no sentido de deixá-lo sem chão, sem pátria, sem identidade. Assim, os traços identificatórios, por nós interpretados, apontam para um sujeito híbrido, interpelado pelas diferentes línguas e culturas que o cercam. Isso significa que o sujeito constrói para si uma identidade a partir dos lugares que assume, dos dizeres aos quais se filia. Dessa forma, estar entre-línguas é estar entre-culturas. É nesse movimento cultural conflituoso que o sujeito se constitui e se estabelece, mas também se apaga. Trabalhar esse sentimento conflitante passa pela aceitação, consiste em compreender o outro e entender que estamos todos entre-línguas.
Abstract: This research analyzes the identity constitution of the between-language subject. Under the theoretical perspective of the French theory of Discourse Analysis, it discusses the relation between language, subject, identity, identification, discursive memory, between-languages. The corpus of analysis was built from an interview with students, descendants of Italian and German immigrants, of the Languages Course of the Federal University of Fronteira Sul (UFFS), Chapecó campus. Through these interviews, we selected some parts from which it was possible to analyze how the between-language relationship challenges the subjects to assume places. We understand that being part of a social group is part of a process of belonging to the subject that, as long as it identified itself, feels accepted by this group. For Hall (2006), we all have a sense of identity that is linked to the notion of "belonging", of being part of an ethnic, linguistic, religious and national group. Considering that the notion of identity takes language as an element of constitution of the subject, we understand that the between-language relationship evidences a contradictory feeling of being here and there and do not belonging neither here nor there. For Coracini (2011a), this position creates tension, because while it marks the origin of the individual also it dislocates him in the sense of leaving without homeland, without identity. Thus, the identification, according to our view, point to a hybrid subject, surrounded by the different languages and cultures that surround him. This means that the subject constructs for himself an identity from the places he assumes, from the sayings to which he joins. In this way, being between-languages is being between- cultures. It is in this conflictive cultural movement that the subject constitutes and establishes itself, but also it hides. In order to work the conflicting feeling it is necessary to accept, that consists in understanding the other and understanding that we are all between-languages.
Keywords: Entre-línguas
Identidade
Identificação
Língua
IND
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Chapecó
Name of Program of Postgraduate studies: Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1766
Issue Date: 2017
metadata.dc.level: Mestrado
Appears in Collections:Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GRITTI.pdf1,48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.