Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1788
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Lepke, Sonize-
dc.contributor.referee1Johann, Magali Maria-
dc.contributor.referee2Javornik, Guacira-
dc.contributor.referee3Lepke, Sonize-
dc.creatorAndreola, Francieli Camila Zamadei-
dc.date2017-12-13-
dc.date.accessioned2018-03-14T10:52:22Z-
dc.date.available2018-03-14T10:52:22Z-
dc.date.issued2018-01-09-
dc.identifier.urihttps://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1788-
dc.description.resumoA presente pesquisa de conclusão de curso analisa a ludicidade e as brinquedotecas hospitalares. O tema surge devido à importância desses espaços, os quais podem ser um dos campos de atuação do pedagogo. O método de pesquisa utilizado é o qualitativo, o qual ocorreu por meio de pesquisas bibliográficas e documentais. Em seguida, foram analisadas duas brinquedotecas hospitalares de uma das maiores cidades da região do Alto Uruguai, tendo sido os dados confrontados com o aporte teórico. As brinquedotecas hospitalares estão previstas na Lei nº 11.104/2005, sendo obrigatórias em hospitais que dispõem de atendimento pediátrico com regime de internação. Essa lei apenas exige a obrigatoriedade da implantação do espaço, sem orientar quanto à operacionalização. A revisão bibliográfica aponta para a importância destes espaços que auxiliam na recuperação das crianças e dos adolescentes hospitalizados, ao estimular brincadeiras e contato com diversos brinquedos. Por isso, as brinquedotecas hospitalares são espaços importantes, que deveriam ser explorados, pois têm o seu papel no processo de reestabelecimento da saúde das crianças e adolescentes em tratamento nos hospitais. Por meio do lúdico, eles “esquecem” o que faz com que estejam nesse ambiente e isso contribui para o ser criança e para o processo escolar. Além disso, a ludicidade por meio do brincar traz inúmeros benefícios, o que torna-se importante para o desenvolvimento físico, mental, social e emocional da criança. Cabe ressaltar que esse é um dos direitos de uma criança ou de um adolescente hospitalizado e, portanto, deve ser exigido e usufruído da melhor forma. Conclui-se que as duas brinquedotecas analisadas, apesar das diferenças quanto à organização do espaço, dos brinquedos e do acesso, atendem o dispositivo legal, contribuindo para o bem-estar da criança e do adolescente hospitalizado. Essa é uma área de atuação do pedagogo que muitas vezes passa despercebida por muitos, inclusive nos cursos de pedagogia e pelo próprio pedagogo.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Tania Ivani Rokohl (tania.rokohl@uffs.edu.br) on 2018-03-07T12:53:12Z No. of bitstreams: 1 ANDREOLA.pdf: 1731156 bytes, checksum: f1bd9a0a8d56e99bba6fdc6729eaf727 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Diego dos Santos Borba (dborba@uffs.edu.br) on 2018-03-14T10:52:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 ANDREOLA.pdf: 1731156 bytes, checksum: f1bd9a0a8d56e99bba6fdc6729eaf727 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-03-14T10:52:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ANDREOLA.pdf: 1731156 bytes, checksum: f1bd9a0a8d56e99bba6fdc6729eaf727 (MD5) Previous issue date: 2018-01-09en
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SULpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentCampus Erechimpt_BR
dc.publisher.initialsUFFSpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectBrincarpt_BR
dc.subjectBrinquedotecas hospitalarespt_BR
dc.subjectLudicidadept_BR
dc.titleA ludicidade e as brinquedotecas hospitalarespt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
Appears in Collections:TCC Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANDREOLA.pdf1.69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.