Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2802
Type: Dissertação
Title: Eficiência de preparados vegetais no controle de doenças fúngicas e na indução de mecanismos de defesa em tomateiro
Author: Pietrobelli, Silmara Rodrigues
First advisor: Franzener, Gilmar
Resume: O tomateiro (Solanum lycopersicum L.) se apresenta como uma das culturas agrícolas mais importantes do mundo. Porém, as várias doenças que acometem a cultura, causam grande redução da produtividade e da qualidade dos frutos. Atualmente os produtos químicos sintéticos são os mais utilizados no controle da vasta gama de fitopatógenos que acometem a cultura, causando inúmeros danos ao meio ambiente, a saúde do agricultor e do consumidor. Nesse contexto, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficiência de preparados vegetais de plantas bioativas na indução de resistência, na incidência de doenças, no desenvolvimento e na produção de plantas de tomateiro. Os experimentos foram conduzidos em laboratórios, em casa de vegetação e em área experimental da Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Laranjeiras do Sul. Inicialmente foi avaliado o efeito antifúngico in vitro dos preparados vegetais de 10 espécies bioativas sobre o crescimento micelial e sobre a germinação de esporos de Alternaria linariae e Septoria lycopersici. Em seguida, foi determinado a eficácia dos preparados vegetais em induzir fitoalexinas, realizada em cotilédones de soja, hipocótilos de feijoeiro e mesocótilos de sorgo. Após, finalizados os ensaios in vitro, foram conduzidos dois experimentos, um em em condição de casa de vegetação e outro em cultivo a campo para avaliação do efeito dos preparados vegetais sobre o desenvolvimento de doenças foliares e na indução de mecanismos de defesa. As espécies vegetais bioativas utilizadas foram as duas que obtiveram maior eficiência nos testes preliminares in vitro, Solanum mauritianum e Ilex paraguariensis. Para o experimento em condição de casa de vegetação cada repetição constituiuse de dois vasos contendo uma planta. Em condição de campo cada parcela foi constituída por seis plantas sendo a parcela útil composta por duas plantas centrais e o restante como bordadura. As pulverizações dos tratamentos foram realizadas aos 15, 30, 45, 60 e 75 dias após o transplantio. A concentração dos preparados utilizada foi de 10% em todos os experimentos. As avaliações da incidência de doenças foliares fúngicas foram realizadas a partir da primeira aplicação dos tratamentos, em intervalos de 15 dias. Foram determinados os teores de peroxidases, polifenoloxidades e fenilalanina amônia-liase. Também foram avaliados aspectos produtivos e do desenvolvimento das plantas. Os ensaios in vitro foram conduzidos em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Os ensaios em casa de vegetação e à campo foram conduzidos em blocos ao acaso com cinco repetições. Os resultados foram submetidos à análise de variância e teste de médias Tukey a 5% de probabilidade. Os testes preliminares in vitro, demonstraram o potencial das plantas bioativas no controle dos fungos Septoria lycopersici e Alternaria linariae além de demonstrarem elevado potencial na indução de fitoalexinas, com destaque para os fermentados e macerados das espécies Solanum mauritianum e Ilex paraguariensis. Para peroxidases, polifeniloxidades e fenilalanina-amônialiase, os resultados mais expressivos foram induzidos pelo fermentado de Solanum mauritianum, e encontradas maiores induções em condição de campo. Os resultados demonstram o potencial do macerado e do fermentado das espécies bioativas Solanum mauritianum e Ilex paraguariensis na sanidade vegetal e na proteção de plantas.
Abstract: Tomato (Solanum lycopersicum L.) is one of the most important agricultural crops in the world. However, the various diseases that affect the crop, cause great reduction of productivity and fruit quality. Currently synthetic chemicals are the most used in controlling the wide range of plant pathogens that affect the crop, causing numerous damages to the environment, the health of the farmer and the consumer. In this context, the objective of the present work was to evaluate the efficiency of prepareds plants of bioactive plants in the induction of resistance, incidence of diseases, development and production of tomato plants. The experiments were conducted in laboratories, in a greenhouse and experimental area of Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Laranjeiras do Sul. Initially the in vitro antifungal effect of plant preparations of 10 bioactive species on mycelial growth and on germination of spores of Alternaria linariae and Septoria lycopersici. Next, the efficacy of plant preparations on inducing phytoalexins was determined, carried out on soybean cotyledons, common bean hypocotyls and sorghum mesocotyls. After the in vitro tests were finished, two experiments were carried out, one in protected cultivation and the other in field cultivation to evaluate the effect of plant preparations on the development of foliar diseases and the induction of defense mechanisms. The bioactive plant species used were the two that obtained the highest efficiency in the preliminary in vitro tests, Solanum mauritianum and Ilex paraguariensis. For the experiment installed in greenhouse each repetition consisted of two pots containing a plant. In field condition each parcel was constituted by six plants and the useful part was composed of two central plants and the rest as a border. Treatments were sprayed at 15, 30, 45, 60 and 75 days after transplanting. The concentration of prepareds was 10% in all experiments. The evaluations of the incidence of fungal foliar diseases were carried out from the first application of the treatments, at intervals of 15 days. The levels of peroxidases, polyphenoloxities and phenylalanine ammonia-lyase were determined. The productive aspects and the development of the plants were also evaluated. In vitro assays were conducted in a completely randomized design with four replicates. Greenhouse and field trials were conducted in randomized blocks with five replicates. The results were submitted to analysis of variance and Tukey averages test at 5% of probability. Preliminary tests in vitro demonstrated the potential of bioactive plants to control fungi Septoria lycopersici and Alternaria linariae, in addition to showing a high potential for induction of phytoalexins, especially fermented and macerated species of Solanum mauritianum and Ilex paraguariensis. For peroxidases, polyphenyl oxides and phenylalanineammonia lyase, the most expressive results were induced by the fermented Solanum mauritianum, and higher inductions were found in field culture. The results demonstrate the potential of the macerated and fermented bioactive species Solanum mauritianum and Ilex paraguariensis in plant health and plant protection.
Keywords: Controle de pragas
Plantio
Plantas úteis
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Laranjeiras do Sul
Name of Program of Postgraduate studies: Programa de Pós-Graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/2802
Issue Date: 2019
metadata.dc.level: Mestrado
Appears in Collections:Agroecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PIETROBELLI.pdf1,05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.