Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/3097
Type: Dissertação
Title: Avaliação in vivo do extrato de alecrim (Rosmarinus officinalis) como antioxidante em camarões (Macrobrachium rosenbergii) e efeitos sobre a composição centesimal da carne
Author: Leite, Karina
First advisor: Cazarolli, Luisa Helena
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Romão, Silvia
metadata.dc.contributor.referee1: Bertan, Larissa Canhadas
metadata.dc.contributor.referee2: Pinto, Vânia Zanella
Resume: Várias pesquisas vêm sendo desenvolvidas e direcionadas ao uso de aditivos naturais provenientes de extratos de plantas na alimentação de animais aquáticos. O alecrim apresenta atividade antibacteriana, antitumoral, anti-inflamatória, analgésica, antioxidante, modulador do sistema endócrino e metabólico. O presente trabalho teve como objetivo avaliar in vivo os efeitos da suplementação com extrato de alecrim sobre a fisiologia e a composição corporal do camarão (Macrobrachium rosenbergii). Foi realizada a suplementação na ração com os seguintes grupos: T0, T1, T2 e T3, nas concentrações 0%, 2%, 5% e 15% de extrato de alecrim respectivamente, no período de 90 dias. Foram avaliados os seguintes parâmetros: metabólicos Aspartato aminotransferase (AST) e Alanina Aminotransferase (ALT), sistema antioxidante e dano oxidativo (conteúdo de glutationa reduzida, atividade das enzimas glutationa redutase e glutationa S-transferase, e níveis de peroxidação lipídica e proteína carbonilada), parâmetros zootécnicos (taxa de sobrevivência, ganho em peso, ganho em comprimento). Foi realizada a caracterização da ração e a qualidade de água dos sistemas durante todo o período experimental. Ainda, foi avaliado a composição centesimal da ração e da carne com os seguintes parâmetros: umidade, cinzas, conteúdo de proteínas e lipídeos. A partir dos resultados obtidos, a suplementação de extrato de alecrim não influenciou os parâmetros zootécnicos nem a sobrevivência dos animais. Sobre os parâmetros metabólicos a enzima AST apresentou diferença significativa (p<0,05) no tratamento T1 (2% de extrato de alecrim) em comparação com o controle T0. Já a ALT apresentou aumento significativo da atividade em todos os grupos com extrato de alecrim. Ocorreu redução dos níveis de glutationa reduzida com diferença significativa para a concentração mais elevada de extrato (15%). Ainda, ocorreram aumentos significativos da atividade da glutationa redutase para os grupos T2 (5%) e T3 (15%) e também aumento significativo na atividade da glutationa S-transferase em todas as concentrações de extrato de alecrim testadas. A suplementação aumentou significativamente os níveis de peroxidação lipídica no tratamento T3 enquanto não foram observadas alterações nos níveis de proteína carbonilada em nenhum dos grupos estudados. Em relação a composição centesimal da carne a suplementação promoveu alterações no conteúdo de lipídeos, com redução significativa em todos os grupos experimentais quando comparado ao grupo controle. Os resultados encontrados após a adição de extrato de alecrim na dieta e o tratamento in vivo indicam um potencial pró-oxidante do extrato de alecrim considerando as alterações do sistema de defesa antioxidante e de composição corporal observados. A partir do exposto torna-se necessário mais estudos com diferentes doses/períodos de suplementação em camarões para se determinar o real potencial antioxidante e/ou pró-oxidante do alecrim.
Abstract: Several researches have been developed and directed to the use of natural additives from plant extracts in feeding aquatic animals. Rosemary presents antibacterial, antitumor, anti-inflammatory, analgesic, antioxidant, endocrine and metabolic modulator activity. The objective of the present work was to evaluate in vivo the effects of supplementation with rosemary extract on the physiology and body composition of shrimp (Macrobrachium rosenbergii). The supplementation was carried out in the diet with the following groups: T0, T1, T2 and T3, in the concentrations of 0%, 2%, 5% and 15% of rosemary extract, respectively, during a 90-day period. The following parameters were evaluated: Aspartate aminotransferase (AST) and Alanine Aminotransferase (ALT) activities, antioxidant system and oxidative damage (reduced glutathione content, activity of glutathione reductase and glutathione S-transferase, and levels of lipid peroxidation and carbonylated protein), zootechnical parameters (survival rate, weight gain, length gain). The water quality of the systems was monitored during the whole experimental period. Also, the centesimal composition of the feed and the shrimp meat was evaluated with the following parameters: moisture, ashes, protein content and lipids. The supplementation of rosemary extract did not influence the zootechnical parameters nor the survival of the animals. On the metabolic parameters, the AST activity presented a significant difference (p <0.05) in T1 treatment (2% of rosemary extract) compared to the T0 control. ALT activity showed significant increases in all groups with rosemary extract. There was a reduction in reduced glutathione levels with a significant difference for the highest concentration of extract (15%). Also, significant increases in the activity of glutathione reductase to T2 (5%) and T3 (15%) groups were verified and also a significant increase in glutathione S-transferase activity in all tested concentrations of rosemary extract compared with the control group. Supplementation significantly increased lipid peroxidation levels in T3 treatment whereas no changes in carbonylated protein levels were observed in any of the groups studied. In relation to the centesimal composition of the meat, supplementation promoted changes in lipid content, with a significant reduction in all experimental groups when compared to the control group. The results found after the addition of rosemary extract in the diet and in vivo treatment indicate a pro-oxidant potential of the rosemary extract considering the changes of the antioxidant defense system and body composition observed. From the above it is necessary to carry out further studies with different doses / periods of supplementation in shrimp to determine the actual antioxidant and / or pro-oxidant potential of rosemary.
Keywords: Ciência de alimentos
Aditivos alimentares
Metabolismo animal
Carcinocultura
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Laranjeiras do Sul
Name of Program of Postgraduate studies: Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/3097
Issue Date: 2019
metadata.dc.level: Mestrado
Appears in Collections:Ciência e Tecnologia de Alimentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LEITE.pdf1,76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.