Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/3995
Type: Dissertação
Title: O trabalho dos catadores de materiais recicláveis e sua tessitura na relação com o espaço: um estudo na cidade de Erechim (RS)
Author: Basso, Cheila
First advisor: Silva, Ivone Maria Mendes
metadata.dc.contributor.referee1: Zanin, Nauíra Zanardo
metadata.dc.contributor.referee2: Brzozowisk, Jerzy
Resume: Essa proposta de pesquisa se dedicou a pensar acerca das condições de vida e trabalho dos catadores de materiais recicláveis associados da Arcan na cidade de Erechim/RS. Para tanto, estivemos atentas às significações produzidas por esses sujeitos a partir das apropriações que fazem do espaço de trabalho e da relação que nutrem com o seu trabalho, considerando que esses processos contribuem para a construção dos saberes que sustentam acerca de si mesmos e da realidade social. Tendo em vista os propósitos desta pesquisa, optamos por uma metodologia de caráter qualitativa. A etapa empírica se desenvolveu apoiada na observação participante com aplicação de um questionário sociodemográfico, produção de registros fotográficos por parte dos sujeitos de pesquisa, orientados por questões norteadoras e grupo focal. O estudo dos dados produzidos se efetuou na análise de conteúdo, inspirada na técnica de Bardin (2011) e, nesse viés, emergiram duas categorias temáticas: espaço de trabalho e sentidos do trabalho. Nesta perspectiva, observamos que, por meio do trabalho e das interações sociais dadas no pavilhão da Arcan, como as formas de organizar o espaço, esses sujeitos deixam nele suas marcas, transformando-o. Mesmo esse espaço de trabalho sendo carregado de desafios existem possibilidades de seus usuários criarem seus próprios espaços, com suas marcas e sinais de pertencimento/identidade. Concebemos assim, a existência de microterritórios dentro da própria Arcan, com fronteiras tecidas de modo fluido, o que permite trocas, passagens e compartilhamentos entre os indivíduos que por eles circulam. É presente uma divisão geracional no grupo de participantes, o que influencia diretamente nos sentidos empreendidos por estes sujeitos com relação ao seu trabalho: ao passo que os mais jovens possuem perspectivas de mudanças e enxergam sua ocupação pelo viés da provisoriedade, o grupo dos mais experientes exprime sentidos voltados para a realização, pertencimento e reconhecimento social. O grupo interpreta sua atividade laboral como provedora de sobrevivência e sustento, projetando uma ocupação digna. Além disso, é presente a perspectiva ambiental, tendo em vista que estes veem seu trabalho com papel indispensável para a preservação do planeta. Entre os mais jovens foi possível identificar o sentimento de vergonha ao declarar-se catador ou catadora, o que nos faz pensar que os trabalhadores mais experientes já tiveram a oportunidade de construir e reconstruir os sentidos do seu trabalho, conferindo a eles o sentido de auto realização. Evidenciamos ainda as condições insalubres de trabalho destes sujeitos, considerando que estão vulneráveis aos mais diversos riscos na manipulação dos materiais e a simples permanência no local, o que caracteriza aspectos das negatividades desta ocupação. Já as positividades estão ligadas, dentre outros aspectos, à transformação que estes atores operam em algo que a sociedade classifica como lixo para algo que vem a configurar sua fonte de sobrevivência. Este pode ser entendido como um dos sentidos do trabalho, capaz de gerar gratificação e reconhecimento e certa identificação.
Abstract: This research proposal focused on the living and working conditions of recyclable waste collectors from Arcan in the city of Erechim / RS. Thus, special attention was given to the meanings produced by these subjects, based on the appropriations they make of the work space and the relationship they have with their work, considering that these processes contribute to the construction of the knowledge they hold about themselves and the social reality. Considering the purposes of this research, a qualitative methodology was chosen. The empirical stage was developed based on the participant observation with the application of a socio demographic questionnaire, production of photographic records by the research subjects, guided by guiding questions and focus group. The study of the data produced was carried out through content analysis, inspired by Bardin's technique (2011) and, in this context, two thematic categories emerged: work space and the meaning of work. In this perspective, it is observed that, through the work and social interactions which happen in the Arcan warehouse, such as the way they organize the space, these subjects leave their marks in it, transforming it. Even this work space being full of challenges there are possibilities for its users to create their own spaces, with their marks and signs of belonging and identity. This way, the existence of micro territories at Arcan were observed, with boundaries which allow exchanges, passages, and sharing among the individuals that circulate through them. A generational division is present in the group of participants, which directly influences the senses undertaken by these subjects in relation to their work: while the younger ones have perspectives of changes and see their occupation by the bias of temporary job, the group of the more experienced expresses meanings aimed at achievement, belonging and social recognition. The group interprets their work as a provider of survival and sustenance, projecting a dignified occupation. In addition, the environmental perspective is present, since they see their work as an indispensable role for the preservation of the planet. It was possible to identify the feeling of shame among the youngest, when declaring themselves as waste collectors, which gives rise to the thought that the most experienced workers have already had the opportunity to construct and reconstruct the meanings of their work, giving them the sense of self achievement. Unhealthy working conditions of these subjects were also realized, considering that they are vulnerable to the most diverse risks in the manipulation of materials or simply staying in the place, which characterize negative aspects of this occupation. The positive aspects are linked to aspects such as the transformation that these actors operate in something that society classifies as junk for something that comes to shape its source of survival. This can be understood as one of the meanings of the work, capable of generating gratification and recognition and certain identification.
Keywords: Exclusão social
Espaço de trabalho
Catadores de papel
Apropriação de espaço
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Erechim
Name of Program of Postgraduate studies: Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas
Type of Access: Acesso Embargado
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/3995
Issue Date: 2018
metadata.dc.level: Mestrado
Appears in Collections:Interdisciplinar em Ciências Humanas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BASSO.pdf10.11 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.