Please use this identifier to cite or link to this item: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1819
Type: Dissertação
Title: Ensino de Ciências: das experimentações e das práticas investigativas nas aulas do 6° ano do Ensino Fundamental
Author: Longo, Maristela
First advisor: Sartori, Jerônimo
metadata.dc.contributor.referee1: Sartori, Jerônimo
metadata.dc.contributor.referee2: Ody, Leandro Carlos
metadata.dc.contributor.referee3: Werner, Cleci
metadata.dc.contributor.referee4: Loss, Adriana Salete
Resume: Uma série de pesquisas e estudos apontam a necessidade de possibilitar aos educandos a compreensão acerca do conhecimento científico percebendo sua interrelação com os fenômenos diários, por meio de aulas dialógicas, participativas e problematizadoras, que promovam a incorporação da atividade investigativa para melhorar o entendimento dos conteúdos. Nessa perspectiva, é essencial que o professor elabore situações pedagógicas que busquem incorporar práticas investigativas nas aulas teóricas de Ciências. Referente a isso, a presente pesquisa teve por objetivo “compreender a importância da atividade investigativa no ensino de Ciências da Natureza e sua relação entre a teoria e a prática nos anos finais do ensino fundamental”. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa, na modalidade intervenção com estudantes de uma turma do 6º ano do ensino fundamental de um colégio público estadual na região do Alto Uruguai no estado do Rio Grande do Sul, no ano de 2016. Esta pesquisa/intervenção foi realizada em quatro etapas assim definidas: diagnóstico das aulas de Ciências, projeção da intervenção, a intervenção e a análise final. A obtenção dos dados empíricos para este estudo consistiu na escrita de relatórios experimentais e relatórios críticos pelos alunos, relatório crítico da professora regente, questionário com perguntas abertas ao início e ao final da pesquisa, produção de materiais escritos e confeccionados e a observação participante, os quais estão representados por meio de imagens, análises e alguns anexos ao longo desta escrita. O “produto” que resultou desta investigação está representado na “análise do processo vivenciado na intervenção” e nas reflexões sobre as aprendizagens construídas. As propostas de intervenção realizadas apresentaram contribuições significativas por promover o contato e por despertar a curiosidade sobre a abordagem investigativa. Foi possível constatar fragilidades na elaboração das respostas escritas, assim como na habilidade artística para a produção dos materiais propostos, a resistência inicial à escrita dos relatórios de pesquisa e a ausência interativa no ensino por meio da investigação. Constataram-se no processo da intervenção a importância pela realização de atividades investigativas em consonância com o estudo teórico, no entanto, fica a interogação se haverá a continuidade do ensino investigativo pela professora regente da classe. As atividades investigativas desenvolvidas neste estudo constituem-se em momentos pedagógicos que podem ser realizados nas aulas de Ciências da Natureza, a fim de promover uma abordagem problematizadora e criativa, essencial à compreensão dos conhecimentos científicos permeados pelos fenômenos naturais do cotidiano dos estudantes. Cabe dizer que práticas investigativas favorecem a promoção de uma postura ativa, reflexiva e crítica dos alunos, despertando o interesse pela Ciências. É importante dar ênfase que os momentos pedagógicos estruturados com atividades investigativas promovem o envolvimento grupal, a reflexão, a troca de saberes, a colaboração mútua, a expressão de diversas habilidades, a superação de medos enclausurados que cedem espaço para o encorajamento, permitindo compreender e correlacionar a ciência teórica com a ciência do dia-a-dia. O planejamento das aulas de Ciências inserido no ensino investigativo é primordial para a desmistificação de concepções errôneas a respeito da Ciências da Natureza.
Abstract: Many studies and researches point out the need to enable students to understand scientific knowledge perceiving their interrelation with daily phenomena, through dialogic, participatory and problematizing classes that promote the incorporation of research activity to improve the understanding of content. In this perspective, it is essential that the teacher develop pedagogical situations that seek to incorporate investigative practices in the theoretical classes of Sciences. About this, the present research aimed to "understand the importance of research activity in the teaching of Natural Sciences and its relation between theory and practice in the final years of elementary school." For that, a qualitative research was carried out in the intervention modality with students from a 6th grade class of a public high school in the region of Alto Uruguai in Rio Grande do Sul State, in 2016. This research / intervention was carried out in four stages thus defined: diagnosis of the classes of Sciences, projection of the intervention, the intervention and the final analysis. Obtaining the empirical data for this study consisted of writing experimental reports and critical reports by the students, critical report of the teacher, questionnaire with open questions at the beginning and the end of the research, production of written and prepared materials and participant observation, the which are represented through images, analyzes and some attachments throughout this writing. The "product" that resulted from this research is represented in the "analysis of the process experienced in the intervention" and in the reflections on the constructed learning. The intervention proposals made significant contributions to promote contact and to arouse curiosity about the investigative approach. There were weaknesses in the preparation of written responses, as well as artistic ability for the production of the proposed materials, the initial resistance to writing research reports and interactive absence in teaching through research. I found in the intervention process the importance of carrying out investigative activities in line with the theoretical study; however, it is the interplay of whether there will be continuity of investigative teaching by the class teacher. The research activities developed in this study constitute pedagogical moments that can be realized in the classes of Natural Sciences, in order to promote a problematizing and creative approach, essential to the understanding of the scientific knowledge permeated by the natural phenomena of the daily life of the students. It should be said that investigative practices favor the promotion of an active, reflexive and critical posture of the students, arousing interest in the Sciences. I emphasize that structured pedagogical moments with investigative activities promote group involvement, reflection, exchange of knowledge, mutual collaboration, the expression of different abilities, the overcoming of cloistered fears that give space for encouragement, allowing understanding and correlating science theory with the science of everyday life. The planning of the science classes inserted in the investigative teaching is primordial for the demystification of misconceptions about the Sciences of Nature.
Keywords: Ensino de Ciências da Natureza
Atividade investigativa
Conhecimento científico
Conhecimento cotidiano
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Fronteira Sul
Acronym of the institution: UFFS
College, Institute or Department: Campus Erechim
Name of Program of Postgraduate studies: Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/1819
Issue Date: 5-Oct-2017
metadata.dc.level: Mestrado Profissional
Appears in Collections:Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LONGO.pdf4,1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.